LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS / SLIDES DA LIÇÃO / REVISTA DA CLASSE ADULTOS






LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS






TEXTO ÁUREO
"Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens." (1 Tm 2.1)




VERDADE PRÁTICA
A oração é o meio pelo qual falamos com Deus, intercedemos por nossas necessidades e em favor do próximo.


INTRODUÇÃO




Nesta lição estudaremos a respeito da ordem na Igreja. Sabemos que Paulo escreveu a Timóteo para que ele colocasse ordem na igreja efésia. Este era um assunto de extrema importância, tanto que o apóstolo declara: "Admoesto-te, pois, antes de tudo". Paulo orienta o pastor quanto à oração por todos os que têm autoridade, a fim de que pudessem viver de modo quieto e sossegado.


Como Igreja do Senhor precisamos interceder a fim de que possamos cumprir nossa missão de levar a salvação aos homens que, a cada dia, estão mais distantes de Deus. Paulo também ensina a respeito do comportamento das mulheres na vida da igreja.

I - ORAÇÃO POR TODOS OS HOMENS




1. "Deprecações" (2.1). O termo (gr. deesis) significa "suplicar, implorar, rogar por" alguém. É a intercessão a Deus por todos os homens, de modo ardente e compassivo. Embora Deus seja soberano e saiba de todas as coisas, Ele deseja ouvir nossas orações. O Senhor não somente nos ouve, mas também atende nossas súplicas. Não existe situação, por mais difícil que seja, que não possa ser resolvida mediante a oração. Paulo nos ensina a orar por todos aqueles que estão na liderança, seja na igreja, seja fora dela.




2. "Orações". Alguns exegetas entendem que Paulo usava os termos como sinônimos. Mas, no original grego, as palavras empregadas são diferentes. "Orações" (gr. proseuche) refere-se ao termo comum para as orações em geral, de súplica, de louvor, de intercessão, etc.




3. "Intercessões". Tem o sentido de "intervenção, mediação, interferência, intermédio". Do grego enteuxis, significando "apelar para", ou intercessões em geral, que se fazem em favor de alguém. Sempre foi difícil encontrar intercessores, mas atualmente está ainda mais difícil (Ez 22.30).




4. "Ações de graça". Vem do termo grego eucharistia. A expressão é autoexplicativa, denotando orações em que a pessoa expressa sua gratidão a Deus por bênçãos recebidas, ou até por coisas adversas. Por isso, Paulo diz: "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" (1 Ts 5.18). Aqui está o porquê não podemos concordar com a ideia de que os quatro termos aqui usados são apenas sinônimos. Quem presta "ações de graça" não roga nem suplica.





II - A SALVAÇÃO DE TODOS




1. "Que todos se salvem" (v. 4). Paulo exorta a Igreja mostrando que Deus deseja que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade. Esse é o desejo divino: a salvação da humanidade, pois Ele "amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho Unigênito" [...] (Jo 3.16). Fora de Cristo, não há salvação (1 Tm 2.5,6). Quem nEle crê é salvo. Quem não crê é condenado (Jo 3.18,19). É missão da Igreja levar a mensagem de salvação a todas as criaturas (Mt 28.19,20).




2. Um árduo trabalho missionário. Paulo e seus companheiros de ministério trabalharam arduamente na obra de evangelização (1 Ts 2.9). O ministério exige sacrifício e trabalho. Muitos, erroneamente, acreditam que o pastor deve se preocupar somente com as questões administrativas e financeiras da igreja, mas o ministro de Deus, tem a responsabilidade de exortar, ganhar almas para Cristo e discipular seus filhos na fé. Paulo não se preocupava só com as ovelhas do rebanho, mas demonstrava um zelo especial com a evangelização e a obra missionária.




3. A melhor recompensa. Como já é do conhecimento de todos, o ministério pastoral exige sacrifício e esforço, mas também é muito gratificante poder servir ao Senhor e ver o fruto do trabalho: . Os que estão na liderança sabem que muitas são as lutas e tristezas, no entanto existe um galardão a espera dos obreiros fiéis (1 Pe 5.2-4).





III - A MANEIRA DE SE VESTIR DAS MULHERES




1. As mulheres na Casa de Deus. Paulo orienta Timóteo quanto à maneira correta de as mulheres se comportarem na igreja. A mulher cristã precisa ser reconhecida não somente por sua maneira de vestir, mas por suas atitudes. Não podemos nos esquecer que nosso corpo é "templo do Espírito Santo" e que devemos glorificar a Deus em toda a nossa maneira de viver. Queira ou não, o homem e a mulher cristã têm de ser diferente em todos os aspectos da vida, diante de Deus e dos homens, inclusive na sua maneira de se vestir e de se portar.





2. Traje honesto, com pudor. É sinônimo de decoroso, decente, com sobriedade, ou simplicidade. Um vestido transparente não é honesto, pois embora esteja cobrindo o corpo, atrai a cobiça dos homens, incentivando o pecado. Infelizmente, muitas mulheres estão errando na hora de se vestir. A mulher pode e deve se vestir bem, ficar bonita, porém com pudor, de modo a agradar a Deus.







3. Traje com modéstia. Modéstia significa "simplicidade, singeleza, despretensão". Além de se vestir de maneira honesta e com pudor (recato), a mulher cristã precisa se vestir com modéstia. Infelizmente, em algumas igrejas as irmãs acabam competindo umas com as outras. Parece haver uma "disputa" para ver quem usa a roupa ou a bolsa mais cara ou o sapato mais alto. Muitas se preocupam apenas com o exterior. A elegância e a beleza de uma mulher devem vir de dentro para fora, pois começa no caráter santo (1 Pe 3.3).




IV - A CONDUTA DAS MULHERES NA IGREJA




1. O silêncio no culto. "A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição" (1 Tm 2.11). Paulo também faz uma recomendação semelhante a esta em 1 Coríntios 14.34,35. Qual seria o motivo de tal restrição? Segundo o Comentário Bíblico Beacon, "na igreja coríntia havia muitas mulheres recém convertidas do paganismo, e que a nova liberdade que desfrutavam em Cristo levava a certas extravagâncias que eram impróprias". É importante ressaltar que em outro texto de Coríntios, Paulo mostra que as mulheres podiam profetizar nas igrejas: "Toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta [...] (1 Co 11.5).




2. As mulheres no Novo Testamento. Cristo, em seu ministério terreno, teve a cooperação de diversas mulheres que atuavam ao seu lado. Eram obreiras de grande valor: "[...] Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com suas fazendas" (Lc 8.1-3). Paulo muito valorizou o trabalho das mulheres, na igreja (Rm 16.1-15).






3. A liderança do homem. Paulo aborda a questão da liderança masculina, citando a ordem da criação. É importante ressaltar que o próprio Paulo, ao escrever aos gálatas, ensina que perante Cristo, para a salvação, homens e mulheres são iguais (Gl 3.28).
Por que Paulo se utiliza do exemplo de Adão e Eva? Ele utiliza tal ilustração para mostrar o que estava acontecendo na igreja de Éfeso. Assim como Eva foi seduzida e enganada pela serpente, as irmãs daquela igreja estavam se deixando seduzir pelos ensinos dos falsos mestres.







CONCLUSÃO






Quanto à oração, os ensinos paulinos são válidos para todos os crentes, em qualquer época e em qualquer lugar. Devemos fazer súplicas, intercessões e ações de graças diante de Deus. No que concerne ao comportamento cristão, Paulo deu um destaque incisivo quanto à postura das mulheres, especialmente às irmãs de Éfeso, tendo em vista o contexto liberal e lascivo da sociedade em que a igreja estava inserida.






------------------------------------------------


Referências


Revista Lições Bíblicas. A IGREJA E O SEU TESTEMUNHO, As ordenanças de Cristo nas cartas pastorais. Lição 03 – Orações e recomendação às mulheres cristãs. I – Oração por todos os homens. 1. Deprecações. 2. Orações. 3. Intercessões. 4. Ações de graça. II – A salvação de todos. 1. Que todos se salvem. 2. Um árduo trabalho missionário. 3. A melhor recompensa. III – A maneira de se vestir das mulheres. 1. As mulheres na Casa de Deus. 2. Traje honesto, com pudor. 3. Traje com medéstia. IV – A conduta das mulheres na Igreja. 1. O silêncio no culto. 2. As mulheres no Novo Testamento. 3. A liderança do homem. Editora CPAD. Rio de Janeiro – RJ. 3° Trimestre de 2015.


Elaboração dos slides: Ismael Pereira de Oliveira. Pastor na Igreja Assembleia de Deus, Convenção CIADSETA, matrícula número 3749-12. Inscrito na CGADB, número do registro 76248. Contatos para agenda: 63 - 84070979 (Oi) e 63 – 81264038 (Tim), pregação e ensino.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/pralexsandrocosta} {twitter#https://twitter.com/iadmps} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+ALEXSANDROCOSTAPR} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCLIBLkxeaLQZA9uP1ob99Og}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget