Laodiceia, a Última Igreja antes do Arrebatamento!




"Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz que, como de trombeta, ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer." Apocalipse 4:1

Podemos dividir o livro do Apocalipse em três partes principais, conforme registra João no capítulo 1 e versículo 19: "Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer". Aqui temos um esboço de todo o livro que João recebe a ordem de "escrever":

1)as coisas que tens (João) visto (1.1-19),ou seja, a introdução e descrição do Cristo ressurreto;

2)as coisas que são (1.20-3.22),ou seja, o esboço da história da Igreja;

3)as coisas que depois destas hão de acontecer (4.1-22.21), que são o Arrebatamento da Igreja e uma cena no céu (caps. 4,5), os sete anos da Tribulação, juizos dos selos, trombetas e taças, o breve governo do anticristo, a destruição de Babilônia (caps. 6-18), o Glorioso Aparecimento de Cristo (cap 19), a prisão de satanás, o Reino Milenar de Cristo e o Juizo Final (20), a ordem eterna chamada céu (caps. 21, 22). O propósito principal do Apocalipse é revelar o futuro.

Dentro desta cronologia do Apocalipse quero me deter no tópico 2, na história da Igreja de Cristo. Igreja aqui não é o templo físico, nem denominações religiosas a ou b, mas é da origem etimológica do termo Eklesia do grego, que significa "grupo de pessoas tiradas para fora", ou mais especificamente, o grupo de pessoas que formam a igreja universal de Jesus Cristo. As cartas que João escreve às sete Igrejas da Ásia representam pelo menos 3 coisas:

1)Sete métodos de ataque de Satanás contra a Igreja;

2)Sete tipos de Cristãos;

3)Sete períodos da história da Igreja.

Os sete períodos são:

1)Éfeso - Igreja apostólica (do Pentecostes até o ano 100d.c);

2)Esmirna - a Igreja perseguida (100 a 316d.c.);

3) Pérgamo - Igreja mundial (316 a 800d.c.);

4)Tiatira - Igreja medieval (800 a 1517d.c.);

5) Sardes - Surgimento da Igreja estatal (1517 a 1750d.c.);

6)Filadélfia - Igreja missionária (1750 a 1900d.c.);

7)Laodicéia - Igreja apóstata (1900 ao arrebatamento).




Tanto as parábolas do reino (Mt 13) quanto as epístolas às igrejas (Ap 2,3) descrevem o curso desta era atual, sugerindo uma relação entre essas duas porções das Escrituras. A parábola do semeador e a igreja em Éfeso representam a era dos apóstolos e retratam o fracasso de se deixar o primeiro amor. A parábola do joio e a igreja de Esmirna mostram a total perseguição pelo inimigo. A parábola da semente de mostarda e a igreja de Pérgamo refletem a igreja se tornando uma instituição do Estado sob Constantino, o Grande. As aves impuras (nações) encontram refúgio lá. A parábola do fermento e a igreja de Tiatira são a igreja medieval. Suas abominações são um reflexo da mulher Jezabel, a meretriz que corresponde à mulher na parábola do fermento. A parábola do tesouro escondido e a igreja de Sardes, tendo a reputação de viva mas estando morta, refletem a era da igreja estatal, onde a igreja pertence Àquele que comprou o campo. A parábola da pérola e a igreja de Filadélfia mostram a igreja ideal, e aquela pérola sendo o corpo ideal de Cristo. A parábola da rede e a igreja de Laodicéia refletem o juízo vindouro de Deus.

Poderíamos concordar que algumas parábolas ou epístolas podem se sobrepor, mas os temas principais ilustram o curso desta era atual. Ao olhar para a história dos últimos dois milênios, é possível ver como estas alusões proféticas podem ter sido cumpridas. Um sinal do retorno próximo de Cristo é o fato de que estamos no final da era segundo essas duas passagens. O arrebatamento da Igreja e o Juízo Final de Deus são os únicos eventos proféticos que ainda faltam ser cumpridos nesta era.

Estamos vivendo o período da última Igreja, Laodicéia, a Igreja apóstata, que valoriza mais as coisas materiais que as coisas espirituais, suas riquezas materiais a cegaram de sua vergonha espiritual. Estamos vivendo nos últimos dias e nos tempos difíceis de que falou o apóstolo Paulo a Timóteo, no capítulo 3: "Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Por que haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos,, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natual, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela...". Mas a recomendação de Paulo é: "Tu, porém, permanece naquilo que aprendente, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus." Tm 3:14-15.

Mas em Apocalipse capítulo 4 temos a visão do Arrebatamento ("mostra-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer"): Esta afirmação marca uma distinta mudança no livro. A mensagem de Cristo às sete igrejas está completa. Agora Ele trata do que ocorrerá depois do tempo das sete igrejas, a saber, o período da tribulação de sete anos. Mas, primeiro, João nos revela uma cena no céu (Ap 4:5), onde estará a Igreja após o arrebatamento, já glorificada com Cristo.

Portanto nestes momentos finais da Igreja na terra não é hora de desistir, de nos rendermos as paixões desta vida, mas de buscarmos as coisas espirituais. Pois Cristo promete a Igreja de Laodicéia que está a porta e bate, se alguém abrir ele entrará e ceará com ele. Deixe que Cristo entre na sua vida, Ele só precisa que você abra a porta do seu coração. Busque a Deus, aceite a Jesus Cristo como teu único e suficiente Salvador! E a promessa de Cristo à igreja de Laodicéia, a era atual da igreja, a última antes do arrebatamento, é: "permitirei que se assente comigo sobre o meu trono". Que o TRONO de Cristo esteja sobre a sua vida nestes dias finais. Permita que Cristo esteja entronizado em sua vida e que tu possas dizer como disse Paulo: "Não vivo eu, mas Cristo vive em mim", Aleluia!

A Paz do Senhor Jesus

Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

{facebook#https://www.facebook.com/pralexsandrocosta} {twitter#https://twitter.com/iadmps} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/+ALEXSANDROCOSTAPR} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCLIBLkxeaLQZA9uP1ob99Og}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget